Talvez você nunca tenha ouvido falar em Ovindoli, e eu também não a conhecia até o inverno do ano passado ( 2018 ), quando meu filho veio me visitar e eu quis levá-lo para ver a neve pela primeira vez.

As pistas mais famosas da Itália são no norte, e a cidade mais famosa é Cortina D’Ampezzo, mas se você está em Roma, ou em alguma cidade ao sul, também existem pistas maravilhosas na região central da Itália, na região de Abruzzo, a menos de três horas de Roma…e foi assim que me recomendaram a pista de Campo Felice.

Acordamos cedo e pegamos um ônibus no Terminal Rodoviário Tiburtina, em Roma, para L’Aquila ( Terminal Collemaggio ), e ali pegamos um outro ônibus para Rocca di Mezzo, como orientava o site da pista. A passagem Roma x L’Aquila custa €11,50, e L’Aquila x Avezzano ( que passa em Ovindoli ) custa cerca de €6 ( outra opção é fazer Roma x Avezzano, e Avezzano x Ovindoli ). Seguindo pelo GPS, quando vi que se aproximava de Rocca di Mezzo, perguntei ao motorista se era ali que deveríamos descer para ir a Campo Felice e ele, surpreendetemente, me disse que não, que se eu desembarcasse ali, deveria caminhar cerca de 6 km. Isso aí…cerca de 1 hora e meia de caminhada. Imagine a minha cara de surpresa, frustração, pavor, e raiva, visto que estávamos no meio do nada em virturde de uma informação absurda dada no site da própria estação invernal. Enfim, as pessoas que estavam no ônibus, e o motorista, nos recomendaram seguir até a cidade seguinte, Ovindoli, e lá tentar a van que faz o transporte até Campo Felice…e assim fizemos, e assim esbarramos em Ovindoli.

Chegamos a Ovindoli e, após perguntar no Bar e Gelateria La Tavernetta, fiquei sabendo que, naquele dia, não tinha van, ou seja, não teríamos como chegar nas pistas. Sim, fiquei irada, quis matar ( afinal, era tempo e dinheiro perdido ), liguei para a Estação Campo Felice e “soltei os cachorros em cima” após a atendente me dizer, com a maior cara de pau do mundo: ”Sinto muito. Só é possível chegar de carro”; mesmo o site dizendo que bastava pegar o ônibus para Rocca di Mezzo…

Enfim, passada ( um pouco ) a raiva, resolvemos caminhar pela cidade de Ovindoli, onde também tinha neve e, ainda que não tenhamos podido esquiar, foi um dia muito divertido.

     

Foram horas brincando na neve e…bateu a fome.

Vistos ( e autodescritos ) como um pouco rabugentos, por serem acostumados com o silêncio e a vida calma de suas montanhas, os moradores de Abruzzo têm realmente manias específicas ( posso dizer por experiência, visto que moro com um ), mas são pessoas muito solidárias e gentis, então, basta se ligar em alguns detalhes como: não insistir para almoçar ou jantar fora das horas canônicas. A globalização nos acostumou a pensar que podemos comer quando quisermos, e a ter lanchonetes 24 horas por dia, mas os “abruzzesi” têm seus ritmos marcados por um antigo modus operandi, e sim, foi complicado achar um lugar para comer por volta das 17:00, pois quando um restaurante está fechado, ele está fechado, e punto; os proprietários devem descansar para reunir forças para o próximo turno, ou preparar certas receitas que exigem mais tempo e calma, ou seja, não insista. Em geral, os restaurantes fecham às 14:30 e reabrem às 19:00. Após arriscarmos três restaurantes, nos recomendaram o bar/pizzaria “Zio Secco RistoPub” ( sempre aberto ), pertinho da Piazza R. Rocco, a principal, onde saltamos do ônibus, e ele nos salvou…pizza, drink, e a simpatia do anfitrião!! Mas mesmo esta estranha característica de vida calma, de pausa após o almoço, é o charme de muitos lugares deliciosos e atemporais que a Itália possui, como Ovindoli.

Situada na parte alta de uma montanha, no Parque Natural de Sirente, Ovindoli é uma linda cidade na província de L’Aquila, famosa por sua montanha adequada ao lazer das famílias, pois todas as idades podem relaxar e se divertir.

Sobre as pistas de esqui… Alcançar as super pistas do Monte Magnola é fácil SE VOCÊ ESTIVER DE CARRO, mas vá cedo, principalmente se for fim de semana, pois estacionamento não é das coisas mais fáceis de achar.

Com o Skipass, graças ao projeto “Tre Nevi”, se tem acesso às pistas: Monte Magnola Ovindoli, Campo Felice, e Campo Imperatore, desde que estejam cobertas de neve, obviamente. O custo diário de uma pista é de cerca de 30 euros, e o Skipass custa cerca de 500 euros, por todo o inverno. Se quiser maiores informações sobre o Skipass ( preço, venda, etc ), clique aqui.

E para aqueles que não são fãs de neve ou  que não pensam em fazer uma caminhadas pelas partes mais altas da montanha, a alternativa é uma caminhada pelas ruas de Ovindoli até o Monumento dell’alpino ( um memorial de guerra ) colocado em cima de uma rocha, com vista para Ovindoli, como se para proteger a cidade.

E se no inverno em Ovindoli a população é dez vezes maior graças aos esquiadores, a mesma coisa acontece no verão, com os muitos esportes ao ar livre que podem ser praticados. Varia de trekking à escalada, de mountain bike à caminhada e cavalgadas, graças à presença de numerosas escolas históricas de equitação nos arredores que lhe oferecerão a oportunidade de mergulhar no Valle dell’Arano, um belo vale verde adequado para todos, até mesmo crianças. No meio do caminho há uma fonte com água potável, mesas e bancos para comer. E se você levar suas coisas, pode seguramente fazer um churrasco ou piquenique. O importante é limpar o local depois, sempre.  
Ovindoli é ideal em qualquer época e para qualquer necessidade. Lugar perfeito para os entusiastas do desporto e para aqueles que procuram descanso, com as suas áreas verdes e não contaminadas, é um oásis natural para se imergir e regenerar.

No entanto, se você não pretende ir de carro, recomendo que fique atento aos horários de ônibus, pois nos deram, novamente, uma informação errada, e tivemos que pernoitar em Ovindoli. A viagem entre L’Aquila e Ovindoli dura 1 hora e 50 minutos, tem ônibus ( direto ) a cada duas horas. O ponto é na Piazza S. Rocco, a principal da cidade:

L’Aquila x Ovindoli:

Primeiro direto – às 8:10 ( às 7:00, com baldeação )

Último direto – às 19:00 ( às 19:45, com baldeação )

Ovindoli x L’Aquila:

Primeiro direto – às 6:27 ( às 7:13, com baldeação )

Último direto – às 17:02 ( às 18:28, com baldeação )

Passamos a noite no Hotel Cavallino Bianco, em frente a Piazza S. Rocco, e embora sem luxo, muito confortável.

       

Sobre as vans que fazem o transporte entre Ovindoli e as pistas, descobri que os hotéis da cidade oferecem este serviço, mas não todos os dias, então, confirme antes.

E uma outra forma de se chegar até às pistas é através de excursões ( Gogobus ) que saem de cidades como Roma e Ancona, por cerca de 30 euros.

One Reply to “Ovindoli”

  1. Jamais vou esquecer essa encantadora e bela cidade, pois foi onde tive meu primeiro, e inesquecível, contato com a neve!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *