O inverno já acabou, pouco a pouco a temperatura vai começar a subir e, no fim de maio já dá para pensar em curtir uma praia, então, falemos sobre Sorrento, que tem uma praia particular, se comparada às praias que os brasileiros estão habituados mas, que muito me agradou, logo à primeira vista.

Sorrento é uma cidadezinha costeira, super fofa e aconchegante, na região da Campania, colada à Costa Amalfitana, a 265 km de Roma e bem pertinho de Nápoles, Pompéia e Positano, ou seja, é uma ótima sugestão de cidade-base para fazer bate-volta nestas cidades, além de ser uma opção de onde pegar o barco para Capri.

Em termos de pontos turísticos, Sorrento não tem muito o que se visitar, mas o charme da cidade é exatamente ela…é uma delícia de cidade, tranquila, bonita, viva…

   

A principal avenida da cidade é a Corso Italia, aliás, onde era o meu hotel, e já começa ali o seu passeio, pois são diversas lojinhas interessantes, restaurantes, hotéis; e se chega a Piazza Angelina Lauro, uma praça simpática com comércio de todos os tipos ao redor. À noite saímos para jantar e, ao passar por ali, estava tão cheio e animado, que paramos em um bar para tomarmos um drink.

Continuando pela Corso Italia você chega à Piazza Tasso, a principal praça da cidade, bem movimentada e também bem servida de restaurantes, parece o centro da cidade e recomendo uma paradinha para o almoço ou um aperitivo.

Dali pegue a Viale Enrico Caruso e vá admirar o visual do Vallone dei Mulini ( Vale dos Moinhos ).

        

Voltando a Corso Italia, tem a Catedral de Sorrento, e pegando a Via Padre Reginaldo Giuliani, se chega ao parque Villa Comunale de onde se tem uma lindíssima vista do Mediterrâneo, da Baía de Nápoles, e do Vesúvio; e à igreja de São Francisco.

Lembrando que Sorrento fica no alto de um despenhadeiro, se pode chegar ao nível do mar, na Marina Piccola, por uma escadaria, por um elevador, ou de carro. Se optar por descer ( ou subir ) pelas escadas ou de carro, o acesso se dá pela Villa Comunale.

Ao nível do mar, além do porto onde se embarca para Capri, também tem a praia, que não é como as praias que estamos acostumados no Brasil, pois quase não tem areia, tem um deck enorme com espreguiçadeiras e barracas…e é cobrada a entrada. Sim, no Brasil a gente brinca que a praia, pelo menos, é um programa grátis, mas aqui não é bem assim que funciona. Aqui você tem toda a estrutura disponível, barracas, espreguiçadeiras, bar, vestiários, e inclusive banheiros, mas paga. Eu, como adoro conforto e não sou muito fã dos sufocos das praias ( sem banheiro, areia, tralha para carregar ), adorei essa idéia de praia paga…basta chegar e curtir.

  

Mas sempre tem um espacinho de praia pública para quem quer curtir “à brasileira”. 😉

Praia pública

Na Marina Grande também são muitas as opções de restaurantes de frutos do mar, à beira do mar.

Uma coisa que você não pode deixar de fazer é experimentar o Limoncello, um tipo de licor feito do limão local e que você encontra por toda a Itália mas é um produto típico desta região…você verá centenas de limoeiros no caminho até a cidade.

À noite comemos uma pizza na Pizzeria da Franco, perto do hotel. O local estava lotado e a pizza era muito boa.

Se você curte museus, o Museu Bottega della Tarsia Lignea te encantará com exemplares de marchetaria sorrentina do século passado.

Se você pretende ir à Capri entre junho e setembro, compre o bilhete do barco com antecedência, pois é alta-estação. São diversos horários, a partir de 7:15, e os preços variam de acordo com o tempo de viagem ( 20 ou 30 minutos ), o mais barato custa €16,90, e o mais caro €20,20.

Sorrento vista do mar.

Onde se hospedar:

Hotel Tourist – Corso Italia, 315.

Ótima localização, funcionários atenciosos, muito confortável, café da manhã muito bom, estacionamento e wifi.

          

Como chegar:

No meu caso, não fomos direto para Sorrento, saímos de Roma, paramos em Pompéia, deixamos as malas no porta-bagagem da estação de Pompéia ( super tranquilo ), curtimos Pompéia e, no fim da tarde, seguimos para Sorrento.

De qualquer maneira, não tem trem direto de Roma para Sorrento, você terá que fazer uma baldeação em Nápoles ( seja para ir pra Sorrento ou para ir para Pompéia, como eu ), ou seja, você fará Roma x Nápoles e Nápoles x Sorrento, porém, o percurso Nápoles x Sorrento faça pela empresa Circunvesuviana, e não pela Trenitalia ou pela Italo. A estação Circunvesuviana Piazza Garibaldi fica no térreo da estação onde chegam os trens de alta-velocidade.

2 Replies to “Sorrento”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *