Curiosidades sobre a rotina italiana: sestia, feriados nacionais…

Com certeza são muitos os costumes italianos que não são nada habituais para nós mas, pouco a pouco vou falando sobre eles com calma e, para começar, vou citar algumas curiosidades sobre o dia-a-dia em si, a rotina.

1) Sestia

A sesta, ou sestia, como se diz em italiano, é uma pausa, um descanso, após o almoço. É uma palavra que me faz referência a tempos antigos, tempos do vovô, armarinhos, livros de fiado, e eu, realmente, não imaginava que fosse algo ainda em uso, porém, é muuuuito comum, não só na Itália, mas em outros países da Europa, ou seja, fique atento, pois mesmo em cidades grandes como Roma, as lojas pequenas, ou o comércio que não está no Centro da cidade, na área mais turística, fecha, e isso inclui os bancos, ou seja, você pode ficar na mão se precisar comprar algo com urgência.

E não é uma pausa curta, os horários podem variar um pouco mas, em geral, são duas horas e meia, ou três horas, organizadas entre 12:00 e 16:00.

Nas cidades menores é ainda maior o número de adeptos à sestia, mesmo nas áreas turísticas, então, atenção.

2) Agosto

No Brasil se tira férias, em geral, quando se quer, se escolhe o mês que mais nos convém; mas aqui na Itália a coisa é bem diferente e, PARA MIM, chega a ser meio bizarra. Digamos que grande parte da população, a maior parte, tira férias em agosto, e não por vontade própria mas porque tudo fecha e o país entra em pausa, ou seja, Roma, por exemplo, fica deserta, tudo fechado ( inclusive farmácias, e entretenimentos, como a maioria dos cinemas ). As cidades viram cidades fantasmas, e os poucos moradores que ficam trabalhando, não têm a estrutura normal da cidade porque tudo está fechado e até os ônibus que rodam são em número reduzido. Enquanto isso, o litoral se abarrota de gente, visto que o país inteiro vai curtir praia ao mesmo tempo. Inteligente? Não me parece. É desagradável para quem fica nas cidades, isolado, e para quem quer curtir praia, e não consegue, pois estão lotadas. Não consigo imaginar o que passou pela mente de quem inventou essas férias coletivas, mas enfim…cultura.

Também em agosto acontece o Ferragosto, que é um dos principais feriados italianos, não só por comemorar a Assunção de Maria mas por ser período de férias.

A título de curiosidade, Ferragosto é um feriado nacional decretado pelo imperador Augusto em 18 a.C. A celebração é relacionada à fertilidade e à terra e o Ferragosto surgiu para dar folga aos trabalhadores do campo após a colheita.

3) Domingos

Assim como a sestia me faz referência a tempos passados, o hábito de “guardar domingos” também me recorda a minha infância, quando nenhum estabelecimento abria no domingo e devíamos esperar a segunda-feira. Mas hoje, no Brasil, ou pelo menos, no Rio de Janeiro, tudo abre todos os dias ( com exceção de 25 de dezembro e 1° de janeiro ), e muitas coisas permanecem abertas por 24 horas…bem diferente de como é aqui na Itália. Aqui, nem farmácia 24 horas é fácil de achar ( e me refiro a Roma…nem pense de encontrá-las em cidades menores ), e já aconteceu de eu deixar de sair no domingo, pois me esqueci de comprar o bilhete do ônibus antes, e as tabacarias, que são um dos pontos onde se compra, não abrem aos domingos. Tabacarias, farmácias, e comércios fecham aos domingos ( exceto alguns em áreas muito turísticas, como perto do Vaticano ).

Quanto aos restaurantes, fora da área turística, o dia de “não comer fora” é terça-feira ( ou quarta-feira, em alguns casos )

4) Feriados

O calendário dos feriados dos dois países é bem diferente, e os únicos feriados em comum são: dia do trabalho, Natal e ano novo. Nem o dia dos namorados é comemorado no mesmo dia do Brasil; aqui, como em grande parte do mundo, é comemorado no dia de São Valentim, em 14 de fevereiro.

Feriados em 2018…

5) Aperitivos

Uma das maravilhosas invenções italianas, além da pizza, obviamente, é o aperitivo. O aperitivo é um clássico ritual italiano, criado em Turim, mas seguido por toda a Itália ( felizmente! ), e é um ótimo modo de relaxar, dar uma pausa na correria do dia, estar com amigos e, até mesmo, fazer uma boquinha. Sim, você leu certo, fazer uma boquinha. Você paga cerca de 4,50 pelo aperitivo e ele compreende um drink e uns “belisquetes”, que vão de batata chips a mini sanduiches, pistache e salgadinhos, varia de bar para bar. Ou seja, se você está fazendo uma viagem naquele esquema de economia total, o aperitivo pode ser uma ótima dica de lanche, ou até jantar fake, dependendo da sua fome. Hehehe!! Em muitos bares o aperitivo começa a ser servido às 18:00, porém, não é nada difícil achar onde o sirvam durante toda a tarde. Eu mesmo já o degustei em diversos locais diferentes.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *